Como a velocidade do site afeta o SEO?

Sumário

Posts relacionados

Como a velocidade do site afeta o SEO

Como a velocidade do site afeta o SEO?

Descubra aqui como a velocidade do site pode impactar o SEO e como resolver para ranquear as melhores posições.

Muitos são os fatores para otimizar o SEO, entre eles a velocidade do site que pode ter um grande impacto para definir o ranqueamento de uma página entre os mecanismos de buscas nas páginas de pesquisa, uma vez que os efeitos são refletidos na experiência de navegação do usuário.

Ao pensar nisso, é importante ressaltar que não adianta o site ser super elaborado se o seu carregamento não é otimizado. Uma página com carregamento superior a 3 segundos já não é considerada uma recomendação, assim, é substituída por uma que tenha tempo de carregamento ainda menor. Confira, neste artigo do Jornal do Marketing, os impactos positivos e negativos da velocidade de carregamento de um site!

Como a velocidade do site é definida?

A velocidade de um site está relacionada ao tempo em que uma página na web demora para que todos os seus elementos sejam abertos, o que proporciona a visualização do usuário. O tempo nesse caso é medido em segundos, mas pode mudar a depender de alguns casos.

Entre os fatores mais comuns que costumam impactar esse processo estão o tamanho das imagens, arquivos, servidor de hospedagem do site entre outros que podem fazer com que esse site demore mais do que o previsto para abrir.

Como a velocidade do site é definida
Fonte/Reprodução: original

A boa notícia é que algumas ferramentas podem ajudar a medir a velocidade do site, o que fornece às marcas sugestões assertivas para os fatores de impacto, isto é, aqueles que tornam o carregamento mais lento serem otimizados, o que proporciona uma melhor experiência de navegação para o usuário.

Dessa forma, é muito importante que o carregamento do site seja monitorado regularmente a fim de carregar rapidamente todas as suas abas e elementos, que tornam a navegação do usuário sem interrupções e mais fluido, o que também contribui para o aumento do seu grau de satisfação com a eficiência e agilidade oferecida.

Relação entre experiência do usuário e velocidade do site

Pensar na velocidade do site é pensar na satisfação do cliente, isso porque um site otimizado tem muito mais chances de atender as expectativas de um cliente pelo simples fato de ter preferência nos mecanismos de busca de sites como o Google.

Uma vez que o site tem um carregamento mais rápido, ele tende a aparecer entre as primeiras opções assim que o cliente faz uma busca no Google, que através de seus bots já fez a verificação e constatou que a página tem um carregamento rápido.

Se por algum motivo o carregamento do site falha e tende a ser mais lento, na maioria das vezes o consumidor desiste da visita, uma vez que se frustra e vai para outra página mais rápida. Neste ponto, vale destacar que o Google opta por páginas mais rápidas.

É também por meio de uma boa velocidade do site que as empresas conseguem proporcionar uma boa experiência de navegação ao usuário, pois além de oferecer aquilo que ele busca através dos conteúdos, a agilidade do site faz com que esses usuários permaneçam engajados, o que diminui a taxa de rejeição.

Como a velocidade do site afeta no SEO?

Além da experiência de navegação do usuário, a velocidade do site é um dos requisitos mais importantes na estratégia de SEO, uma vez que uma página otimizada ao lado de outros requisitos necessários para ganhar posições nos resultados de pesquisa Google pode aparecer entre as primeiras opções nos resultados.

A plataforma leva em consideração a velocidade do site como parte de ser requisito para classificar um site. Dito isso, além de bons conteúdos e backlinks de qualidade, o site em si precisa apresentar um bom carregamento e assim ter mais chances de ranqueamento.

É importante ressaltar ainda que, páginas com carregamento mais lento podem sofrer penalizações, e ficam atrás inclusive dos concorrentes, que tendem a ter uma vantagem competitiva por oferecerem um site com carregamento mais rápido e experiência otimizada. É válido destacar que a otimização também deve abranger os dispositivos móveis, uma vez que grande parte dos acessos acontece por eles.

Dito isso, é necessário que os usuários tenham uma boa experiência de navegação também no mobile, isso significa investir em sites responsivos, design adaptável e recursos que potencializam a navegação e a tornam mais agradável.

5 dicas para otimizar a velocidade do site

Entender que a velocidade do site é importante e possui impactos na experiência de navegação do usuário e melhores chances de ranqueamento nos resultados de pesquisa do Google é importante. Porém, como a otimização pode ser feita? Confira estas 5 dicas do Jornal do Marketing para turbinar os sites de forma que os deixem ainda mais rápidos.

Otimize códigos e scripts

A velocidade do site pode ser potencializada com a otimização de scripts e códigos que fazem parte da construção da página. Com isso, a remoção de comentários, códigos desnecessários e espaços em branco ajudam a reduzir o tamanho dos arquivos.

O volume de chamadas externas de scripts também pode ser otimizado, o que ajuda a um bom carregamento do site. Para isso, é preciso combinar CSS e JavaScripts sempre que for possível. Vale destacar que o carregamento assíncrono é mais uma maneira de potencializar o carregamento da página.

Otimize o desempenho

Para que um site tenha um bom carregamento, é preciso se atentar a alguns fatores que podem passar despercebidos, mas que atrapalham a velocidade do site e impactam, assim, a experiência do cliente e a dificuldade de ranquear o site nos mecanismos de busca.

Otimizar o site de maneira técnica garante que esses detalhes tenham atenção, que asseguram que o carregamento vai acontecer da melhor maneira. Dessa forma, atente-se ao tamanho dos arquivos carregados, invista na compressão das imagens, além de observar códigos de uso de técnicas de caching para que a velocidade se mantenha adequada.

Tenha o cache do navegador

O cache não é um vilão completo, ele pode ser útil em alguns casos, o que auxilia na melhora de velocidade do site. Para que isso aconteça, é importante investir na configuração de cabeçalhos de cache para que o navegador armazene elementos do site que sejam estáticos e imagens.

Com isso, cada vez que o usuário visita o site, o navegador carrega essas informações de cache local, o que permite que o carregamento aconteça de maneira mais rápida e eficiente, de forma que proporciona uma boa experiência.

Considere a hospedagem e servidor

Este é mais um fator determinante para que a velocidade do site seja sempre satisfatória, uma vez que a hospedagem e o servidor são essenciais para o funcionamento de uma página.

O ideal é que o site seja hospedado em um servidor confiável e de qualidade, com todos os elementos necessários para que se tenha um bom funcionamento, tráfego e demanda de visitantes recebida.

Considere a hospedagem e servidor
Fonte/Reprodução: original

Além disso, é necessário considerar um servidor CDN (content delivery network) para que o conteúdo do site seja distribuído em servidores de outras localidades, diminua a latência e potencialize o tempo de resposta – o que melhora a navegação de pessoas que estão distantes do principal servidor.

A velocidade do site tem um papel determinante nas estratégias de SEO, o que permite que a página tenha um melhor ranqueamento nos mecanismos de busca do Google, presente nas primeiras opções na página de resultados, de forma que traz à empresa autoridade e melhores resultados.

Portanto, para garantir que a velocidade do site está adequada, a dica é realizar monitoramentos e ferramentas que verifiquem fatores que possam atrapalhar o carregamento do site, considerando o quanto antes solucionar qualquer inconveniente. Conte com o Jornal do Marketing para saber mais sobre insights, vendas e estratégias para sua empresa decolar nos resultados!