O que é marketing científico?

Sumário

Posts relacionados

O que é marketing científico?

Descubra como o marketing científico na sua empresa e seu método pode ser usado em estratégias de marketing para aumentar as vendas!

O marketing científico existe há tempos e hoje é ainda mais conceitual para as estratégias de marketing de um negócio físico ou online, e-commerce, lojas e comércios variados. Com ele praticamos ações de comunicação e vendas com base em dados e estudos que nos mostram as necessidades do consumidor, e assim, poder apresentar produtos e serviços na mesma hora.

Embora pareça um termo novo para você, essas ações que ajudam os comerciantes e empreendedores a venderem qualquer coisa existem desde o século XX. Só que hoje as técnicas estão modernizadas e acessíveis para todo dono de pequenas ou médias empresas, anunciantes e produtores de conteúdo que aumentam as vendas e os lucros. Ficou curioso para saber mais? Confira agora no Jornal do Marketing!

O que é marketing científico?

É uma modalidade de marketing desenvolvida a partir de estudos e dados estatísticos sobre o comportamento de compra e tomadas de decisão das pessoas. Isso contribui para que uma empresa aperfeiçoe o planejamento de ações de anúncios, divulgações e comunicação com seus clientes.

Os estudos de dados permitem fazer campanhas otimizadas e personalizadas, que falem diretamente com a persona e atendam a uma necessidade no momento certo. Assim, eles são feitos a partir das interações e comportamentos nas redes sociais, visto que diariamente milhões de pessoas com potencial de compra compartilham seus dados pessoais e profissionais.

Quais os 3 fatores do marketing científico?

Mesmo que os métodos de anunciar existam há mais tempo, olhamos para o marketing científico como uma ação de marketing inovadora para quem deseja divulgar e ganhar confiança do público, já que se toma as vantagens da ciência. Segundo os pesquisadores e editores científicos, os 3 fatores essenciais desse tipo de estratégia são:

  1. Ter presença online;
  2. Oferecer conteúdo relevante e adequado;
  3. Atuação responsiva.

Porém, existem mais fatores que complementam essas ações. Para colocar o processo em prática, realizamos ações planejadas e direcionadas aos clientes em potencial com a ajuda do método científico. Hoje temos acesso a uma série de ferramentas de comunicação entre empresa e consumidor que é possível até acompanhar as interações na internet.

Então, é importante, primeiramente, ter presença online nos canais que também servem para a divulgação de conteúdos únicos e diretos, e manter a coleta e análise dos dados, afinal, uma das vantagens do marketing científico é poder prever comportamentos e entrar com orientações na decisão de compra.

Quais as estratégias do marketing científico?

Esse tipo de marketing é formado por um conjunto de ações, assim como outros, e você pode incluir na realidade da sua empresa como deseja ser visto pelo público, principalmente nas redes sociais. Mas o Jornal do Marketing descreveu a completa aplicação do marketing científico e exemplos logo abaixo para facilitar o entendimento de como funciona o método científico juntamente com o marketing digital:

Uso de Inteligência Artificial

Observar quais são os problemas do seu público-alvo ou de clientes externos que podem ter interesse no seu produto é necessário, assim, você entende a situação e consegue idealizar alternativas para ajudar. E as informações que se revelam chegam com antecedência e em tempo real por intermédio do molde de busca e análises.

Empresas alcançam mais resultados após conseguirem prever dados e informações pessoais e profissionais do consumidor, pois há o suficiente para projetar campanhas futuras ou aprimorar as atuais. Logo, a inteligência artificial e a ciência 2.0 operam com experiências reais das pessoas aptas a comprar, gerando mais resultados e lucros.

Campanhas publicitárias econômicas

Os gastos com publicidade digital compensam mais do que a tradicional, pois sua economia está no direcionamento dos anúncios conforme as características do consumidor padrão e sua necessidade. Para o bom aproveito do marketing científico, então, esse investimento traz reais retornos para a marca. 

Isso é real toda vez que alguém clica em um anúncio e a frequência dessa ação é contabilizada, o local e dados demográficos, bem como interações específicas que os buscadores entendem como interesse pelo anunciado. Outros dados também são levantados sobre o comportamento de compra do cliente, o que o motiva e suas intenções que lhe informam como é a imagem do comprador.

Coleta e análise de dados para ajustar a estratégia

Com certo tempo você aprende as características, necessidades, sonhos, vontades e hobbies. Mas esse é ainda o momento de criar hipóteses de vendas e de fala com quem é seu potencial cliente. Dessa forma, novos dados são coletados e sua equipe tem melhores ideias para lançarem ou ajustarem as estratégias.

Qual é o valor do método do marketing científico?

A maior vantagem de contar com o método científico no marketing digital é saber que ele tem valor, pois mesmo para anunciar um produto ou serviço, postar em blogs e sites e nas redes sociais, passamos por hipóteses e testes. Podemos dizer, assim, que é tecnicamente um método de testes e isso possibilita confirmarmos e dizermos se a estratégia funciona ou não para determinado público.

Tal método na web também utiliza repetidas observações para identificar métricas dentro de cada estratégia de campanha, encontrar oportunidades de corrigir erros e chegar a resultados melhores do que antes. Com a prática, você chega a um padrão e o reproduz.

Como usar?

Provavelmente você não imaginava que era possível usar o conhecimento científico para fazer marketing digital de sua empresa. Porém, o método do marketing científico trabalha com estatísticas e dados de forma acurada ao ponto de prever tendências e padrões. Usar Big Data para interpretar dados é um meio básico que toda empresa usa. Além disso, para atingir resultados de vendas expressivos, é preciso dominar o CRO.

O CRO, ou Conversion Rate Optimization, é um extra, o qual se trata de um diagrama presente no marketing científico e serve para aumentar as taxas de conversão. Basicamente, o profissional ou empreendedor que domina o CRO consegue unir a observação dos comportamentos do consumidor e a inovação junto ao método científico de experimentos.

Faça testes A/B como experimento em suas estratégias de marketing ao criar duas versões de uma publicação, por exemplo, duas landing pages, ou simplesmente variar as cores da página. A aplicação de CRO e testes A/B são essenciais para gerar mais tráfegos ao site e aumentar as vendas.

Agora que você descobriu uma nova forma de usar marketing digital na sua empresa com o marketing científico, aproveite para ler outros artigos e matérias especiais relacionadas. Acompanhe o Jornal do Marketing e