Como construir períodos e para que eles servem?

Sumário

Posts relacionados

Como construir períodos e para que eles servem?

Como construir períodos e para que eles servem?

Ter uma boa escrita requer algumas técnicas e conhecimentos específicos, entre eles a construção de períodos – responsável por manter as frases devidamente alinhadas. Ainda que não se tenha esse conhecimento, é necessário saber que ele também é importante para garantir um texto de qualidade. 

O Jornal do Marketing separou algumas dicas e explicações a respeito dos períodos para que se entenda o que é e como eles devem ser usados corretamente na construção textual, mantendo a qualidade da redação. Confira! 

O que são períodos e quais os tipos?

Os períodos podem ser entendidos como enunciados elaborados por uma ou mais orações que possuem sentido completo. Dessa forma, ao falar, o início e o final são caracterizados pela entonação aplicada, enquanto na escrita a letra maiúscula no início da frase e o ponto final são as referências a respeito deste unidade sintática. 

O que são períodos e quais os tipos?
Fonte/Reprodução: original.

Além disso, os períodos também podem apresentar dois tipos: os períodos simples e os compostos. Cada um deles é caracterizado de uma forma, onde um é mais curto e o outro mais alongado. 

Simples

Caracterizado por uma oração apenas, o período simples se destaca por ter em seu enunciado apenas um verbo com o sentido completo, dessa forma temos uma locução verbal, também conhecida como oração absoluta. Confira os exemplos abaixo: 

  • Viajarei para a Itália na próxima semana. 
  • A professora corrigiu as provas dos alunos. 
  • Observe as flores no jardim.

Podemos observar que em todos os exemplos apresentados, temos a presença de apenas um verbo compondo a frase, o que é conhecido como oração absoluta. Havendo mais de um verbo no mesmo enunciado o período passa a ser composto. 

Compostos

O período composto é formado por duas ou mais orações que conseguem ter sentido entre si, uma vez que estão relacionadas. Essas relações podem ser tanto de coordenação como de subordinação. Veja alguns exemplos a seguir: 

  • Comeu, dormiu e se divertiu muito durante as férias. 
  • Acordou e começou a estudar para a prova de matemática. 
  • Conversamos quando eu chegar.

O período composto por coordenação possui orações que são independentes entre si, e dessa forma possuem um sentido completo, ou seja, não precisam de um complemento para fazer sentido. Veja os exemplos: 

  • Leu e escreveu toda a matéria da prova. 
  • Levantou e começou a arrumar a casa. 

Já no período composto por subordinação, as orações se relacionam e dessa forma para ter sentido ela precisa de um complemento, diferente da versão anterior. Confira os exemplos e entenda melhor: 

  • Fiz as compras, mesmo sem saber do que precisava 
  • Espero terminar de arrumar a casa antes que as visitas comecem a chegar.

Em alguns casos, é possível ter a presença de orações subordinadas e coordenadas na mesma frase, e quando isso acontece temos um período misto. Confira como eles aparecem em um enunciado: 

  • Comi, embora ainda estivesse sem fome. 
  • Enquanto ele não chegar, nós vamos esperar

Conhecer os tipos de período é essencial para que eles sejam usados em um texto de maneira adequada, trazendo o sentido correto à frase. Por isso, é importante identificar e saber aplicá-los de maneira assertiva na produção textual. 

Como dividir os períodos?

Os períodos podem começar com a letra maiúscula e terminar com uma pontuação. Porém, é importante ressaltar que esta não é a única forma, visto que a identificação pode ser feita através do verbo, presente na oração em questão. 

Os períodos podem também apresentar relação com os demais escritos ou serem únicos apresentando uma ideia, ou argumentos ao leitor acerca do tema tratado na redação. O ideal é que eles se apresentem sempre de maneira clara e objetiva. 

Qual a importância de um período?

Um período bem elaborado traz ao texto a qualidade que ele precisa, atendendo as expectativas do leitor, tornando a sua experiência textual mais organizada e bem amarrada a cada parágrafo apresentado. 

Com as frases e ideias do texto bem amarradas e alinhadas às boas práticas de escrita, é possível ter um conteúdo textual interessante, mantendo a atenção do leitor em função da boa estrutura textual apresentada. 

Para que serve o período na produção de texto?

Os períodos servem para manter a redação estruturada, sendo assim as produções textuais conseguem manter o seu objetivo com as ideias bem amarradas e elaboradas a fim de transmitir ao leitor o que ele precisa saber, em uma leitura coerente onde ele sente confiança no redator e nas informações passadas. 

É justamente por isso que ter o conhecimento sobre o assunto ajuda a manter o texto mais organizado e bem montado, o que contribui positivamente para a qualidade textual apresentada e para o bom desenvolvimento das ideias ao longo do artigo através das frases. 

Quantas linhas deve ter um período?

É importante entender que todo período, uma vez construído deve apresentar um pensamento completo, mesmo que ele esteja relacionado com os períodos já escritos ou ampliando o pensamento já apresentado. A dica é que entre 4 até 5 linhas sejam usadas, e nelas o pensamento ou argumento utilizado deve se apresentar de maneira direta. 

Quantas linhas deve ter um período?
Fonte/Reprodução: original.

O período ideal num texto é aquele objetivo, onde o leitor consegue ter um entendimento completo do que está sendo transmitido. É essencial que as ideias e argumentos apresentados nessa escrita estejam amarradas corretamente, trazendo o fator coerência, tão importante na produção textual. 

Como construir um período?

A construção de um período impacta profundamente no sentido do texto. Por isso, é importante que o redator faça uso de suas habilidades e conhecimentos textuais a fim de proporcionar ao leitor uma experiência de leitura onde ele consiga entender plenamente o que está escrito e principalmente a ideia a ser passada, dessa forma a comunicação do texto não será afetada. 

O período deve apresentar ideias completas, bem amarradas e com total sentido. O ideal é que se consiga elencar no que está escrito a ideia desejada e de maneira objetiva. Vale lembrar que este processo de construção está alinhado ao estilo de escrita que cada redator possui. Por isso, a dica é praticar a escrita a fim de concentrar de maneira resumida e completa a ideia que se deseja passar. 

O que evitar na construção dos períodos?

Para trazer a produção textual uma melhor estruturação e organização das ideias, o que auxilia diretamente no bom entendimento do leitor, algumas orientações devem ser evitadas na construção dos períodos. Confira as dicas para utilizar nos artigos. 

  • Evite o uso de períodos muito longos a fim de não perder a coesão e a coerência textual, o que pode fazer com que a escrita fique sem sentido, com ideias soltas e raciocínios incompletos. Também é importante se atentar na quantidade de informação para não pecar pelo excesso; 
  • Não use pronomes indefinidos, pois eles prejudicam a clareza do texto, fator que pode denotar uma falta de conhecimento acerca do tema da redação proposta. Opte pelos pronomes definidos que trazem maior consistência e autoridade às informações repassadas; 
  • Pronomes possessivos e artigos indefinidos também devem ser evitados na construção dos períodos. O uso em artigos pode prejudicar a coerência dos textos, uma vez que o artigo torna o substantivo vago e o pronome possessivo traz o efeito de ambiguidade. Opte por pronomes demonstrativos que deixarão a produção mais precisa e sem excessos; 

Entender de maneira mais abrangente o uso dos períodos em uma produção textual tende a deixar os artigos mais estruturados e organizados, a fim de facilitar o entendimento do leitor, o que contribui positivamente para a sua experiência ao ler o conteúdo produzido. Se informe pelo Jornal do Marketing e potencialize as suas produções!