O que é marketing contextual e como posso usá-lo?

Sumário

Posts relacionados

O que é marketing contextual e como posso usá-lo?

O que é marketing contextual e como posso usá-lo?

O marketing contextual é uma estratégia inteligente de abordar o seu público no momento certo em que ele precisa de algo. Dentre tantas formas de utilizar o marketing, essa surge como mais uma novidade para conquistar mais clientes e vender mais, ao usar marketing de conteúdo em seu blog, anúncios, campanhas e outros.

Essa ferramenta, se bem alinhada a publicidade da empresa, ajuda a melhorar os resultados e aumentar o fluxo das plataformas online onde a marca está presente, simplesmente por ter conteúdo atrativo, que faz sentido para o cliente. Para isso, vale conhecer o que é o marketing contextual junto à divulgação.

O que é marketing contextual?

Hoje é mais do que importante inserir as ideias da sua empresa no mercado e atrair as pessoas, e o marketing contextual (ou marketing de contexto) é o conteúdo adaptado às circunstâncias e necessidades que se pode encontrar. Ele usa a localização, a busca por palavras-chave, acessos a outros locais de referência, para entregar informações precisas, especialmente para um público que tem mais chance de comprar o produto.

O que é marketing contextual?
Fonte/Reprodução: original.

Você talvez entenda melhor se lembrar das vezes em que se deparou com um anúncio de móveis após tomar a decisão de se mudar, ou de uma publicidade de um restaurante em que você esteve perto. Até mesmo o exemplo de anúncio de guarda-chuva enquanto está chovendo e você se conectou a uma rede social.

Esse marketing inovador não segue a tentativa de bombardear o consumidor com o nome da marca, mas se preocupa em oferecer o anúncio em si que seja de qualidade, com a solução de um problema momentâneo. Por isso, o contexto é muito importante, sendo até personalizado para cada pessoa. Portanto, se difere do marketing tradicional.

Qual o objetivo do marketing contextual?

O marketing de contexto tem o objetivo básico de entregar a mensagem que existe um produto ou serviço útil para aquele momento. Por isso dizemos que é um conteúdo, ou anúncio, que se adapta à circunstância. Para isso, usam recursos inteligentes para juntar dados e informações.

Tanto que um dos passos para fazer marketing de sucesso, é conhecer o seu público-alvo, as características frequentes e comportamentos de consumo, gostos, os quais formam a sua persona. Como resultado, se tem maior conexão com o que alguém necessita e isso marca positivamente sua vida.

A personalização é o segredo do marketing contextual

Desde quando começamos a praticar o marketing digital em favor da marca, sabemos que um método que torna as estratégias mais poderosas é a personalização, bem como usar o marketing contextual. A personalização entrega a mensagem certa no momento certo, para a pessoa que precisa. Isso é tão importante que a consideramos como a peça fundamental para a estratégia funcionar.

A personalização é o segredo do marketing contextual
Fonte/Reprodução: original.

Em suma, personalizar o marketing significa ajustar uma mensagem para ser a resposta exata direcionada a uma pessoa ou grupo específico, e não atender os desejos de uma grande massa. A personalização permite que você segmente ainda mais e melhor, as suas campanhas e faz com que uma pessoa de interesse urgente se torne um cliente real.

Quais as vantagens de usar o marketing contextual?

Como falamos, a boa aplicação desse marketing na divulgação do produto traz resultados que aproximam a sua marca com os respectivos clientes em potencial de forma inteligente. Assim, uma das vantagens é usar os espaços de anúncio e publicação de conteúdo da melhor maneira possível para se comunicar e propagar qualquer negócio. Vejamos todas as vantagens do marketing contextual:

Propaganda que faz sentido

Você tem quase nenhum risco de exibir uma propaganda no digital para quem não precisa do produto em questão. A primeira vantagem de usar essa técnica é anunciar com contexto específico, particular, que faça sentido para uma única pessoa. Daí a importância de se criar divulgações que falam diretamente com cada pessoa do seu público-alvo.

Destacamos a personalização, anteriormente, justamente para que você se centralize na ideia de que não compensa investir em grandes propagandas para quem apenas acha a marca renomada. Pois estas irão chegar de forma superficial, visto que todos os dias as pessoas absorvem informações assim. Faz mais sentido e traz mais retornos propagar algo exclusivo, que chame a atenção.

Na verdade, usar essa forma de marketing é melhor para engajar o público certo nas campanhas, causar impressões legais que ajudam, em primeiro lugar, sua equipe a enxergar a reação do consumidor e aprimorar no que será divulgado, e depois na visibilidade da sua marca.

Maior alcance

Usar apenas o marketing tradicional ou publicar nas redes sociais não ajuda a promover seu produto que resolva a situação de alguém. Mas aplicar a estratégia de produzir com destaque a partir de informações úteis, é possível alcançar não apenas o grande público, mas especialmente as pessoas certas. Isso é o que chamamos de marketing inteligente.

Você pode tanto continuar a postar nos perfis oficiais posts criativos e atraentes, mas também fazer anúncios com base em uma necessidade específica conforme o que você vende. Isso atrai mais pessoas com o mesmo pensamento em questão de sua localização ou procura no Google, por exemplo.

Menos invasivo e mais certeiro

As empresas costumam ter altos gastos com uma propaganda nos canais comuns e de forma intensa, exaustiva. Com o marketing contextual, contudo, você investe em uma publicidade menos invasiva, que conquista apenas por ser exclusivo e segue um fluxo saudável na rede. Saiba que você não tem que depender de uma corrente de anúncios que esgota suas forças, ou que apela para ganhar um clique.

Assim, há menos chances de rejeição, já que a oferta se baseia em um produto com mais probabilidade de ser o que a pessoa deseja adquirir no momento. Um ponto que ajuda a abordagem ter sucesso, nesse sentido, é considerar a presença do visitante em um determinado site e aproveitar a relação dele com o produto que se quer anunciar. 

Como usar o marketing contextual e quais estratégias usar?

Para usar essa técnica e fazê-la dar certo, o conteúdo precisa ser relevante, oportuno e passar confiança. É possível incluir na sua rotina de divulgação sem complicação, visto o que já explicamos e destacamos sobre personalizar a mensagem publicitária. Com base nisso, é importante seguir estes 4 passos ao usar marketing contextual:

  1. Definir bem o seu público-alvo: parte inicial da técnica é definir para quem você quer anunciar, definindo personas que receberão com exclusividade a oferta. Atualmente, temos a vantagem de plataformas que além de auxiliar na criação de campanhas, mostra formas de segmentar para o público-alvo;
  1. Decidir o melhor canal: Outro ponto é descobrir o melhor espaço para tornar sua campanha acessível a suas personas. Qual é o melhor canal, Instagram ou o Facebook? Ou seria mais viável entrar no TikTok? Usar as informações e dados de cada consumidor padrão, como idade e o que gosta de ver na internet, pode te ajudar a escolher quem sabe até mesmo o multicanal;
  1. Pensar em anúncios variados: um dos passos para implementar o marketing contextual é pensar em variáveis no processo de criar anúncios que falam para mais de uma persona. Assim, você anuncia produtos diversos em todo lugar, tanto para um consumidor que mora em local frio ou quente, ou que trabalha home office ou presencial;
  1. Criar conteúdo relevante: quando o público está definido com clareza, fica mais fácil criar conteúdo que fale diretamente. As ferramentas são essenciais em te guiar na parte criativa da empresa, então é importante investir tempo para produzir mídia textos para blogs, e-mail marketing, anúncio que leve a uma landing page (a própria página da compra) e outros formatos como vídeos e e-books, quiz e questionários, e os aplicativos.

Isso que significa ser menos invasivo, pois tais passos te levam a utilizar o espaço daquela página e seu conteúdo para direcionar o leitor a outra e conferir um produto que ele quer naquele instante ou que pensou em adquirir na semana. Geralmente, isso funciona melhor ao ser divulgado como estratégia omnichannel, onde vários canais na internet são usados para veicular o anúncio contextualizado.

Quais empresas usam o marketing contextual?

Segundo a estatística, mais de 80% dos empreendedores que trabalham com marketing digital conseguem atingir metas no negócio e aumentam a consciência da marca. Pois está presente nas redes sociais e discussões, bem como fazendo campanhas atrativas exclusivas. Ao menos sete empresas usam o marketing contextual e suas estratégias, como 

Coca-Cola, McDonald’s, Outback, Magazine Luiza e mais.

Parte da abordagem que elas fizeram foram através da apuração de dados e informações a respeito da geografia de seus consumidores, de onde moram e até mesmo a localização atual e seus arredores. A partir das direções de um GPS ativado pelo smartphone, por exemplo, a Starbucks anuncia cupons de desconto para quem passa ou está próximo de uma unidade da loja de cafés.

Mas um dos grande cases de sucesso de empresas que usaram o marketing contextual é a Magazine Luiza, uma mega loja de e-commerce atual que distribui seus conteúdos em diversos canais. A maior estratégia é apostar no omnichannel, e conteúdos de contexto relevante para as personas que estão em cada canal. Vale ainda o exemplo da inteligência artificial que a Magalu utiliza em seu próprio site para atender pesquisas personalizadas.

Como você pode ver há muitos ganhos e vantagens inseridas nessa forma inovadora de se fazer marketing, sem depender de propagandas invasivas e rejeição de quem não procura o que sua empresa quer oferecer. Tão somente com a segmentação, mensagem personalizada exatamente com o que seu público precisa.

Foi útil aprender com esses exemplos? Invista sua criatividade em mais conteúdos relevantes e veja a empresa, grande ou pequena, ter mais chances dos consumidores específicos comprarem algo da sua loja ou se relacionarem com a marca. Você pode conferir mais detalhes e dicas sobre marketing contextual e estratégias de marketing que vendem ao ler mais de nossos artigos no site Jornal do Marketing.