Como criar nomes criativos para linha de produtos?

Sumário

Posts relacionados

Como criar nomes criativos para linha de produtos?

Como criar nomes criativos para linha de produtos?

Ter uma linha de produtos é um sinal de sucesso para qualquer empresa! Significa que seu negócio deu certo e tem público o suficiente para lançar uma categoria de itens que atende uma parcela específica dos seus consumidores.

Porém, o que poucos podem imaginar é que um desses detalhes pode ser uma pedra no sapato: o nome da linha. Qual utilizar? Por sorte, existem diversas formas e técnicas de garantir um bom nome para seus lançamentos.

Como funciona a linha de produtos?

Quando uma empresa se desenvolve e começa a aumentar a variedade de produtos oferecidos a seus consumidores, nasce a necessidade de categorizá-los de alguma maneira.

Essa categorização pode ser realizada de diversas formas, se baseando naquilo que o produto oferece, a quem se dedica ou características em comum. Mas, em todos os casos o que deve ser priorizado é informar ao consumidor de que categoria faz parte o item que está comprando.

Como funciona a linha de produtos?
Fonte/Reprodução: original.

Essa categoria é o que chamamos de linha de produtos. Quando a produção aumenta e a variedade do que é oferecido também, as linhas são criadas para orientar os consumidores a entender a quê cada um dos diversos itens oferecidos pela empresa se dedica.

Elas podem ser criadas com diversas características, agrupando os itens segundos os mais diferentes critérios. Confira os principais:

  • Faixa etária: Uma empresa pode dividir suas linhas de produtos por faixa etária, criando uma linha infantil, para jovens, para adultos e pessoas de mais idade;
  • Sexo: É comum que linhas de produtos, em especial, roupas, dividam suas peças por sexo. Criando a moda masculina, feminina e unisex, essa é uma das linhas de produtos mais clássicas;
  • Característica: Essa é uma linha muito usada na indústria alimentícia, mas pode ser compartilhada por todo mercado. Podemos citar como exemplo, uma determinada linha com sabor apimentado;
  • Sazonal: As linhas de produtos sazonais são aquelas que aparecem em períodos específicos. A indústria têxtil a utiliza muito, como moda de inverno, verão ou linha outono e primavera;
  • Efeito: Linhas de produtos divididas por efeito costumam aparecer na indústria de cosméticos. Podemos citar produtos com características rejuvenescedoras com colágeno e antioxidantes, muito comuns entre cremes, por exemplo.

Essas são algumas das linhas mais conhecidas no mercado. A depender da indústria ou setor, haverão muitas outras, algumas específicas daquela indústria em especial.

Formas de criar nomes para linhas de produtos

Mas como nomear uma linha de produtos? Esse é um ponto essencial que pode ser deixado de lado durante o processo de criação da linha, ficando sempre para depois até se tornar o último problema a ser resolvido.

Formas de criar nomes para linhas de produtos
Fonte/Reprodução: original.

Realmente não é fácil, a responsabilidade de um nome para sua linha é muito grande. Ele pode ser o responsável pelo sucesso ou fracasso dos produtos, além de ser essencial para o reconhecimento do público e consumidores.

A seguir, conheça algumas formas de conseguir criar o nome perfeito para sua linha de produtos, com as melhores estratégias e métodos.

Seja diferente

O nome de sua linha de produtos deve, em primeiro lugar, ser diferente. Existem inúmeras razões para o diferencial ser buscado. Caso o nome de sua linha seja parecido com outras disponíveis no mercado, sua empresa será vítima de comparações com as anteriores e corre o sério risco de sofrer acusações de plágio.

Outra vantagem é que quanto mais original o nome de sua linha for, mais individualmente reconhecida será pelo público, servindo para estreitar o relacionamento entre empresa e cliente.

Tenha criatividade

A criatividade é essencial para o nome de sua linha de produtos. Quanto mais criativo, melhor, e o primeiro fruto positivo de ter um nome bem pensado é que a linha irá chamar a atenção, promovendo aquele marketing “boca a boca”. Caso o nome seja divertido, a linha pode até virar assunto na internet e trazer exposição para sua marca.

Entenda e estude o público alvo

Toda linha de produtos se destina a um tipo de cliente específico. É preciso que sua empresa entenda quem é ele e passe a estudá-lo de modo sério, recolhendo informações sobre essa parcela do mercado para criar um nome de fácil conexão.

Essa é uma estratégia que mais uma vez pode estreitar as relações entre o público e a marca e criar uma preferência pelos seus produtos em comparação com a concorrência.

Use palavras simples e fáceis de reconhecer

Quanto mais simples o nome da sua linha, melhor será para ser lembrada pelos consumidores. Com simplicidade não estamos incentivando um nome genérico, mas sim um que pode ser falado por seus consumidores de modo fácil, que gruda na cabeça com aquele “efeito chiclete”.

Como fazer uma linha de produtos?

Uma linha de produtos é a união entre a necessidade do mercado e a oferta da empresa. Antes de criar uma é preciso oferecer um certo número de itens. Não faz sentido para sua empresa oferecer linhas a esmo sem que haja variedade naquilo que ela oferece. Então capriche no que está sendo ofertado para seus consumidores para aumentar a demanda e seja possível oferecer novos tipos de produtos.

Uma vez que essa já é a realidade da empresa, as grandes linhas de produtos costumam nascer depois que a marca identifica uma necessidade do mercado e uma oportunidade de venda, e então começa a investir nesse público que está carente dando origem a uma nova linha.

Qual a diferença entre marca e linha?

É preciso deixar claro que há diferenças entre uma linha de produtos e uma marca. Uma marca de empresa é a imagem com a qual ela conversa com seu público, é a sua identidade pessoal. Tem todas as características que o público utiliza para reconhecer a empresa: seu nome, imagem, logo, identidade visual e até mesmo o seu mascote, quando ele existe.

Já as linhas de produtos são categorias de um tipo de item que a marca disponibiliza. Uma marca, por exemplo, pode distribuir diversas linhas, isso é perfeitamente normal. Toda linha está condicionada à marca, faz parte dela e responde a ela. Já a marca não deve nada para a linha de produtos além de colocá-la no mercado.

Quais são os 4 tipos de marca?

Existem tradicionalmente 4 tipos de marcas no mercado, e dessas marcas podem se originar diversas linhas de produtos. Elas são divididas em diferentes conceitos, serviços e forma de comportamento diante do cliente e do marketing aplicado. Confira quais são!

Marca Nominativa

Dos tipos de marca, a nominativa é a mais simples. Ela nomeia a marca, mas não oferece outros elementos como mascote ou elementos gráficos muito distintos.

Mas não se engane, uma marca nominativa ainda pode ser muito forte. Por exemplo, Sony e Coca-Cola são apenas nomes, mas tem sua fonte distinta e cores que já evidenciam de quem estamos falando só de visualizar brevemente as silhuetas das palavras.

Marca Figurativa

Como é de se imaginar, a marca figurativa utiliza figuras, elementos visuais trabalhados, como um logotipo muito característico ou figura chamativa. Por exemplo, a Apple com sua maça mordida é um grande exemplo de marca figurativa.

Marcas figurativas têm uma tremenda vantagem, pois podem ser representadas apenas com um símbolo, como a própria Apple, Ford com seu símbolo tradicional e KFC com a cara simpática do coronel Sanders.

Marcas Mistas

As marcas mistas combinam tanto elementos visuais como um nome forte e facilmente identificável. Constituem grande parte das marcas com as quais lidamos todos os dias, como: Starbucks, McDonald’s, Sadia, Perdigão, Kibon, entre diversos outros.

São diferentes estilos e conceitos que acabam sendo combinados para gerar uma marca com as características completas para uma empresa.

Marca Tridimensional

São exemplos de marcas tridimensionais aquelas que oferecem um produto que é “a cara da marca”. Esses são mais raros, e muitas acabam se tornando marcas tridimensionais conforme o tempo.

Entre os exemplos estão o Yakult com seu potinho tradicional, os chocolates Baton e Toblerone e também marcas de objetos tradicionais que não dependem tanto da sua embalagem como pilhas. E lembrando: cada uma dessas marcas pode ter diversas linhas de produtos produzidas por elas.

Considerar o formato da sua marca também pode auxiliar a criar o nome para sua linha de produtos que seja o mais perfeito e adequado ao seu estilo de negócio. Não deixe de pontuar tudo isso antes de escolher o nome de sua próxima linha de sucesso!